Como provar Chocolate

Untitled_Panorama1.jpg

 

Há várias formas de provar chocolate, não havendo nenhum conjunto de regras específicas. Cada pessoa traz as suas próprias memórias associativas e preferências pessoais à prova de chocolate. No entanto, há técnicas que ajudam a que a prova de chocolate seja o mais completa possível.

Antes mesmo de provar o chocolate, é importante estar atento às várias características do chocolate. A Cor, a Textura, a forma como parte (o "Snap") e as Fragrâncias são indicadores importantes que "mostram" o chocolate antes mesmo da prova de boca.

A forma aceite como a mais correcta de provar o chocolate é deixá-lo derreter lentamente na boca, entre a língua e o céu da boca. Embora envolva um pouco de tempo e até alguma contenção, desta forma conseguem-se perceber os vários Momentos de Prova. Momentos de Prova são os momentos específicos em que o chocolate liberta aromas distintos. Numa prova de chocolate, se este for de boa qualidade, haverá vários Momentos de Prova, conforme o chocolate for libertando os seus vários sabores e aromas - chama-se a isto uma Evolução de Prova.

Os sabores não são percebidos só pela língua, mas também pelo céu da boca, havendo 5 gostos primários (Amargo, Ácido, Salgado, Doce e Umami). Mas a roda de sabores do chocolate estende-se um pouco mais para poder mostrar todo o alcance de sensações que o chocolate proporciona. A roda dos sabores do chocolate que usamos na Annobon Chocolate tem os seguintes sabores: Cacau, Torrado, Amargo, Doce, Baunilha, Ácido, Frutado e Amadeirado. O gosto de um chocolate é sempre uma combinação destes sabores, com maior ou menor incidência num sabor específico. Na Annobon, as nossas bases de chocolate são provadas com base nesta roda de sabores, onde se acrescentam os sabores dos outros ingredientes para que o resultado seja sempre superior à soma das partes.

Quando estiver a provar um dos nossos chocolates divirta-se a tentar perceber quais os sabores que se percebem e em que Momentos de Prova se sentem.