Tabletes

Terroirs Exóticos e Sensações que não se esquecem

 

As Tabletes de Chocolate Negro Annobon exprimem o conceito da marca: harmonizações virtuosas, autenticidade e busca por terroirs nobres.

 
Flor de sal.png

Chocolate Negro e Flor de Sal

A relação da flor de sal proveniente de uma especial seleção de Castro Marim, com o lote de chocolate negro de 54%, resulta num chocolate surpreendente de intensidade e frescura. Se desejar pode explorar a ligação com um vinho tinto de alguma complexidade, ou um vinho do Porto LBV.

 
Arandos.png

Chocolate Negro com Arandos

Deixe-se inspirar pela elegante textura do chocolate seleccionado com a intensidade agridoce dos arandos. Este chocolate combina naturalmente com vinho tinto encorpado ou vinho do porto ruby.

 
São Tomé.png

Chocolate Negro São Tomé 70% com Nibs de Cacau

Aventure-se na relação quente de sabores entre a base de cacau 70% de S. Tomé com nibs de cacau. Os nibs, pequenos pedaços do fruto de cacau, vão apaixoná-lo numa viagem pelas terras quentes de S. Tomé. Combina naturalmente com vinho tinto de fortes taninos ou vinho do porto vintage.

 
Pimenta+Rosa.jpg

Chocolate Negro e PIMENTA ROSA DE MADAGÁSCAR

A Pimenta Rosa é uma falsa pimenta, também conhecida como “Pimenta Bourbon”. Cultivada em Madagáscar, possui um sabor suave, quase doce, aromático, picante e quente. Na relação com o lote selecionado (54% de cacau) resulta um chocolate muito aromático e surpreendente.

 
Chocolate e avelã.jpg

Chocolate DE LEITE E AVELÃ

Grada de Viseu é o nome de uma variedade de avelãs portuguesas (plantadas na região de Viseu), de sabor intenso e macio, que selecionámos para acrescentar a um fino chocolate de leite (34% de cacau), resultando numa intensa e sofisticada harmonização.

 
 

Tabletes Origens

Brasil.png
Cuba.png
Gana.png
Mexico.png

Brasil - Chocolate Negro 67%

Este chocolate apresenta uma variedade de cacau cultivada na exuberante plantação de "ouro verde”, no coração das florestas atlânticas da Bahia.

VARIEDADE: Trinitário

NOTAS DE PROVA: Apresenta um amargor surpreendente e uma acidez refrescante, que persistem por vários minutos. Cheiro “picante” de cacau. Sabores frutados de banana verde, reforçada com ligeiras notas de “fumo”.

HARMONIZAÇÕES: Café ou ingredientes de acidez moderada.

 

Cuba - Chocolate Negro 70%

Cuba é o país da fava/variedade Trinitário, que cresce ao sul do Trópico de Câncer. O Chocolate apresenta a essência desta relação de “terroir”.

VARIEDADE: Trinitário; Criollo

NOTAS DE PROVA: Ligeira “tosta” de madeira que lembra as folhas de tabaco, este chocolate revela um sabor intenso e persistente de cacau de Cuba, fino e equilibrado de amargor.

HARMONIZAÇÕES: Café, chá negro do Ceilão, frutos secos (pistachio ou sementes de sésamo), Vinho do Porto de perfil Ruby, ou Tawny 20 ou 30 anos, charutos.

Gana - Chocolate de leite 40%

A curiosidade de apreciar um chocolate de leite com uma forte percentagem de cacau, de uma só origem e uma variedade. Do país africano Gana, revelamos um cacau que incorpora valor na tipologia dos chocolates de leite.

VARIEDADE: Forastero

NOTAS DE PROVA: Este chocolate de leite revela notas de frutos vermelhos e ligeiras notas de castanha, remetendo ainda para  biscoitos, mel e notas de caramelo.

HARMONIZAÇÕES: Café, Vinho do Porto perfil Tawny, Vinho Moscatel e Vinho Madeira da casta Bual ou Malvasia.

México - Chocolate Negro 66%

Evocativo da história mexicana asteca o cacau é proveniente das paisagens exuberantes do estado de Chiapas, na Costa Caribenha.

VARIEDADE: Criollo; Forastero

NOTAS DE PROVA: Nasce de uma mistura subtil de favas de Criollo e Forastero, que combinam doçura e amargura. Depois de um “ataque” ligeiramente ácido, este chocolate liberta notas picantes e amadeiradas, realçadas por um toque de alcaçuz.

HARMONIZAÇÕES: Café, frutos vermelhos, Vinho do Porto perfil Ruby, ou Vinho Madeira casta Verdelho.

Madagascar.png
Republica Dominicana.png
Venezuela.png
56823400_275712200006536_6191129833162932224_n.jpg

Madagáscar - Chocolate Negro 66%

Este chocolate é feito com cacau premium da chamada "Grande Ilha Vermelha". O cacau cultivado em Madagáscar revela um sabor muito redondo e doce, com um amargor moderado.

VARIEDADES:  Forastero; Criollo; Trinitário

NOTAS DE PROVA: Sabor intenso a cacau, complementado com sabores refrescantes, moderadamente ácidos e notas frutadas que lembram framboesas, bagas de zimbro, frutas cítricas e frutas amarelas maduras, como banana, damasco e abacaxi.

HARMONIZAÇÕES: Pratos de ingredientes com um caráter amargo ou ácido moderado: cafés aromáticos, chás, temperos com sabor levemente mais acentuado, azeite, vinho do Porto de perfil Ruby, ou Vinho Madeira da casta Sercial.

República Dominicana Saint Domingue - Chocolate Negro 70%

A República Dominicana tem uma larga tradição no cultivo do cacau. Também apelidado de Saint Domingue, este arquipélago das grande Antilhas, de paisagens luxuriantes, possui um cacau de forte identidade, exótico e frutado.

VARIEDADE: Forastero

NOTAS DE PROVA: Presença prolongada do fruto do cacau, ligeiramente tostado e forte amargor. Notas de especiarias, floral e de frutos vermelhos que remetem para vinho tinto. Ligeira presença de marcador de azeitona.

HARMONIZAÇÕES: Chá Earl Grey, café, vinhos tinto de forte taninos e carnes vermelhas.

Venezuela Sur del Lago - Chocolate Negro 70%

Este chocolate negro toma o nome de um cacau oriundo da zona sul do Lago de Maracaíbo, a Norte da Venezuela.

VARIEDADE: Criollo

NOTAS DE PROVA: O sabor predominante deste chocolate é de castanhas torradas, ao que se junta um “toque” de madeira, uma acidez amigável. Sabor prolongado do nota de cacau na boca.

HARMONIZAÇÕES: Vinho do Porto Vintage, Vinhos Madeira casta Sercial ou vinhos tintos de fortes taninos.